Educação e Sociedade: Curso de Letras realiza parceria com cursinho popular Educafro.

Letras


A discussão sobre teoria e prática é uma constante em todo processo de formação profissional. Como vincular todo aquele repertório de teorias às atividades profissionais? Será que estou pronto pra encarar a carreira que escolhi na prática? Essas são questões que certamente passam pela mente de todo profissional em formação.

De modo a propiciar uma formação que vincule teoria e prática, em que o aluno saia apto para lecionar, formando-se em situações práticas durante sua graduação, o curso de Letras firmou uma parceria com o Educafro, um cursinho popular preparatório para vestibulares, em Poços de Caldas.

O cursinho pré-vestibular Educafro em Poços de Caldas também é um movimento social e, como tal, se contrapõe às propostas genocidas de volta do ensino presencial ou mesmo híbrido, tendo como prioridade a preservação da vida dos educadores e dos estudantes do curso. Portanto, em 2021, todas as aulas foram no formato remoto e continuarão até que todos estejam vacinados contra a Covid-19 e haja condições sanitárias para a volta da turma presencial.

O Educafro é um movimento social que atua em rede; foi fundado pelo Frei David Santos na Baixada Fluminense, no município de São João do Meriti, em 1993. Por isso o cursinho possui, em sua grade, a disciplina Cultura e Cidadania, na qual são abordadas questões sociais como identidade de gênero, racismo, homofobia, transfobia, sexismo, direitos reprodutivos e outras temáticas relativas aos Direitos Humanos. O núcleo Laudelina de Campos Melo, batizado em homenagem à poços-caldense que foi a fundadora do primeiro sindicato de domésticas do Brasil, funciona em Poços de Caldas desde 2003.

Por meio de aulas síncronas e contato remoto durante o período de pandemia, os alunos do curso ofereceram aulas de Leitura e Produção de Textos para os estudantes, não só aprimorando sua formação, mas também trazendo à tona o viés social de um curso da área de Educação, em que viabilizamos uma aprendizagem de qualidade para alunos que apresentem vulnerabilidades sociais.

O projeto é fruto do diálogo entre a coordenação do curso de Letras, a professora de Práticas de Ensino Mariane Vischi e a coordenação do Educafro, com o professor Daniel Souza Luz, em Poços de Caldas. Os estudantes do curso de Letras UniPinhal não só ministraram aulas, como também acompanharam a produção de textos dos alunos do cursinho, avaliando seus textos e oferecendo feedbacks formativos para o aprimoramento da competência leitora e escritora.








36 visualizações