top of page
Escrevendo com Caneta

ARTIGO

Material::

Área:

Título:

Descrição física:

ARTIGO

Biomedicina

Estudo da atividade antimicrobiana e antioxidante do Extrato de Ora-Pro-Nóbis

16 f.

Número de chamada:

Artigo/Unipinhal

Idioma:

Português

Publicação:

Espírito Santo do Pinhal, SP: [s. n.], 2022

Ano:

2022

Assunto:

Autores:

Orientador:

Pereskia aculeata ; Ora-Pro-Nóbis ; Extrato de Ora-Pro-Nóbis ; Antimicrobianos ; Antioxidantes

Delvechio, Nathalia

Adriana de Melo

Resumo:

O gênero Pereskia é pertencente à família Cactaceae, possuindo suculentas folhas e flores terminais reunidas em cumes. Essas plantas são geralmente espécies nativas da América do Sul, adaptada a baixas altitudes e naturalmente distribuída do sul ao nordeste do Brasil. Na medicina popular, as folhas de Pereskia aculeata são utilizadas como emolientes, na cicatrização de feridas cutâneas e no tratamento da inflamação. OBJETIVOS: Este trabalho teve como objetivo estudar as atividades antimicrobianas e antioxidantes do extrato de Ora-Pro-Nóbis. MATERIAL E MÉTODOS: Foram realizados testes in vitro da atividade antimicrobiana do extrato de Pereskia aculeata em microrganismos patogênicos, bem como a atividade antioxidante da planta. RESULTADOS ESPERADOS: Foi esperado através deste trabalho comprovar a bioatividade do gênero Pereskia e seu potencial antimicrobiano para o controle de patógenos, bem como seu potencial antioxidante, para atuar como ativo potencializador em fármacos e cosméticos. CONCLUSÃO: Com os resultados obtidos, o presente trabalho demonstra que pelo teste de Concentração Inibitória Mínima (MIC) com revelador resazurina não houve atividade antimicrobiana do extrato de Pereskia aculeata. Haverá continuidade nos estudos com outras cepas bacterianas Gram positivas e negativas pelo teste de difusão em placa de Petri, uma vez que a resazurina pode interferir no mecanismo de ação do extrato. Referente a atividade antioxidante do extrato de Ora-Pro-Nóbis, realizado pelo método de DPPH (difenilpricilhidrazila), o mesmo trouxe um resultado muito satisfatório, sendo 29,92 ± 1,13μg/mL, comprovando seu alto potencial antioxidante, possibilitando futuros estudos do gênero Pereskia como ativo potencializador em fármacos e cosméticos.

Abrir Trabalho
bottom of page