top of page
Escrevendo com Caneta

ARTIGO

Material::

Área:

Título:

Descrição física:

ARTIGO

Medicina Veterinária

Urolitíase em uretra peniana em cão - Relato de Caso

np.

Número de chamada:

Artigo/Unipinhal

Idioma:

Português

Publicação:

Espírito Santo do Pinha, SP: [s. n.], 2023

Ano:

2023

Assunto:

Autores:

Orientador:

Urólitos ; Shih-tzu ; Cistotomia

Campos, Edney Silvandro de Oliveira

Leila Dainize Finotelli

Resumo:

O trato urinário é responsável pela excreção de resíduos do organismo. A ocorrência de urolitíase vesical através da agregação de cristais é favorecida nas condições em que a saturação urinária aumenta. Os urólitos são classificados conforme o conteúdo mineral, sendo comumente encontrados em cães o oxalato de cálcio, estruvita (fosfato amoníaco magnesiano), urato e cistina. Os cães podem apresentar sinais clínicos que variam de acordo com o tipo, tamanho e localização do urólito. Na maioria das vezes observa-se disúria, estrangúria, oligúria ou anúria, hematúria e cistite. Exames complementares são necessários para a confirmação do diagnóstico como exames laboratoriais hematológicos, ultrassonografia e radiografia. O tratamento indicado na maioria dos casos é a remoção cirúrgica associada a medidas terapêuticas, que auxiliam na prevenção de recidivas ou no desenvolvimento da enfermidade em animais predispostos, como dietas específicas. O presente trabalho apresenta como objetivo relatar o caso de um cão, da raça Shih tzu, macho, castrado, nove anos de idade, atendido do Hospital Veterinário da Unipinhal, com presença de urólito em uretra peniana. Como técnica cirúrgica para remoção, preconizou-se a retrohidropropulsão de urólito para vesícula urinária, com a finalidade de evitar a uretrotomia.

bottom of page